Termo dá prazo de 2 anos para ALL plantar 14,6 mil árvores

0

trem embu guacuApós impasse sobre a falta de projeto para compensação das áreas naturais que serão retiradas para ampliação da malha ferroviária, em Campinas (SP), a prefeitura e a empresa América Latina Logística (ALL) assinaram um acordo que exige o plantio de 14.640 mudas de plantas nativas no município, no prazo de dois anos.

Segundo o Termo de de Compromisso Ambiental (TAC), assinado em 1º de novembro, a ALL terá de apresentar um cronograma para a supressão em 60 dias. O chefe do Setor de Fiscalização Ambiental (SFA), Flávio Gordon, disse que a área de plantio corresponde a 90 mil metros quadrados, sendo que a prioridade deve ser o Jardim Florence, onde moradores protestaram contra possíveis danos a um bosque comunitário.

“Outras áreas também devem ser contempladas. A empresa também terá de apresentar relatórios semestrais, no mínimo de dois anos, para mostrar que está cumprindo o acordo”, explicou Gordon. O chefe do SFA reiterou que a empresa poderá ser multada em até R$ 258,5 mil, em caso de descumprimento do termo.

Projeto
A obra da ALL prevê duplicação da ferrovia entre Itirapina-Boa Vista (Campinas) e Santos (SP), com extensão de 383 quilômetros. O investimento é de R$ 535 milhões. Em nota, a empresa afirmou que vai cumprir o compromisso para replantio das mudas em locais indicados pelo município.

A assessoria do Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) informou que as licenças para as obras de duplicação na faixa de dominío da ferrovia, entre Campinas e Embu-Guaçu (SP), foram emitidas com documentos de anuência das prefeituras.

G1

Share.

About Author

Leave A Reply